Forno à lenha

by fornos on November 23, 2010


Quem é que não gosta de uma pizza preparada num forno à lenha? Além de super charmosos, por ter esse ar de casa de fazenda da avó, esse tipo de forno tem suas vantagens. Não é à toa que ele saiu lá da roça pra estar no seu shopping centre ou pizzaria favoritos, bem no meio da cidade. Entretanto eles são cada vez mais raros, mesmo no meio rural. Eles ocupam um espaço consideravelmente maior do que os fogões e fornos mais modernos, poucos profissionais sabem como contruí-los, não existem modelos pré-fabricados no mercado, além do receio de a forma de utilizá-lo ser muito trabalhosa, afinal de contas, há de ter sempre lenha por perto.

Como funciona um forno à lenha? Eles podem ser simplesmente estruturas em alvenaria com lenha dentro, onde se insere o alimento. Em geral coisas que se vai assar, como pizzas e pães. Mas eles podem ser mais complexos. Nos fornos com fogão, os queimadores são colocados num única chapa de metal que fica sobre a cavidade onde queima a madeira. Ao lado fica o forno propriamente dito, formado por placas de ferro. O calor que emana da queima da lenha tem apenas duas possibilidades de saída: os queimadores ou o forno. Já a fumaça, sai por uma pequena chaminé, mas pode ser utilizada na defumação de carnes.

Uma das vantagens adicionais que se pode ter, quando a tentativa é economizar energia e ser mais amigável ao ambiente, é instalar um reservatório de água na parede junto à lenha, para aquecer a água. Uma outra função, nos lugares mais frios, é aquecer a própria casa. As famílias se juntam ao redor do forno à lenha para se aquecerem e comer.

As possibilidades são também sempre uma questão de criatividade. Foi feito, por exemplo, na Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais, um projeto de forno à lenha sem fumaça.

E quanto ao sabor da comida? Será um mito, uma lembrança nostálgica da infância ou das férias? Segundo especialistas, no forno à lenha, a madeira que queima exala vapores aromáticos, que acabam por defumar o que está sendo feito nela. Aqui no Brasil, por exemplo, nas pizzarias em geral se usa madeira de Eucalipto, enquanto na Itália, madeira de Carvalho, o que definitivamente altera o gosto. Além disso, enquanto nos fornos caseiros a temperatura máxima fica em torno dos 300 graus Celcius, no forno à lenha a temperatura é constantemente de 550 graus. Isso faz com que a massa de pizza, por exemplo, seja mais rapidamente assada, ficando crocante por fora e macia por dentro.

Anterior:

Seguinte:

Deixe um comentário